17 de jun de 2013

Meu primeiro voo












Estão vendo essa escada
Na foto logo acima
Levei muita trupicada
No meu tempo de menina

Ralei joelho, cotovelo
Chegava até a chorar
Ficava tudo vermelho
Merthiolate tinha que passar

E nessa grama tão verdinha
Peralta que eu era, rolava
Mesmo quando estava sozinha
Muito, muito eu aproveitava

Mas tem outra recordação
Que eu agora vou te contar
Não descia degrau por degrau, não
Um segredo, foi ali que aprendi a voar

Foram muitas tentativas
Dias e noites a insistir
Asas eu não tinha
Mas não podia desistir

E foi em uma linda madrugada
Que alcei o voo primeiro
Confesso, fiquei até assustada
Quando vi, estava no degrau derradeiro

Depois desse voo, nunca mais parei
Voo sempre, seja aonde for
Foi dessa forma que conquistei
Todos os meus sonhos de amor


 ♥   ♥
            ♥   ♥

Nessa escola vivi três fases de minha vida.
Primeira, do 1º ao 4º ano primário.
Segunda, do 1º ao 3º colegial.
Terceira, em vez de estar 
sentada na carteira,
foi ali que lecionei pela primeira vez.

Quanto ao voo descrito no meu rabisco, 
sim ele aconteceu, em forma de sonho...
mas como eu voei nessa escada.
Dizem que quando sonhamos estar voando 
é porque estamos crescendo...
se assim fosse, 
eu teria uns 3 metros de altura 
pra mais...rsrs

Enquanto estou aqui 
a preparar a postagem, 
confesso mal estar enxergando a tela, 
bobona que sou, estou chorando.

Beijinhos e mil carinhos 
pra todas as "crianças"  
que por aqui passem.

10 comentários:

  1. Que poesia e recordações mais gostosas Majoli!
    Parabéns minha querida!
    Chora é lavar a alma, é ser transparente!
    Adorei!
    abração com carinho

    ResponderExcluir
  2. Oi Majolinda minha flor, pode chorar pois algumas recordaçoes faz bem pra alma e pro coraçao.
    Obrigada pelos beijinhos e carinhos, pois serei eternamente criança de coraçao.
    Bjks minha flor e otima semana

    ResponderExcluir
  3. Que lindo te ler assim cheia de emoção que nos passas também! Lindos versos, linda foto, tantas recordações. Muio legal sempre t ler e fico feliz que voes e espero ainda aquele voo do balão ou paraglider,rs...beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  4. Que lindo texto! Me fez voltar a infância e na casa que minha avó morava e tinha uma varanda no alto e eu adorava pular (mais ou menos 1,5 mts) Hoje não pulo nem 30 cm!!! rs

    Adoro recordar! Voar é crescer realmente, as vezes dá medo, as vezes machuca, mas as vezes é uma delicia!

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Recordar os bons acontecimentos do passado é sempre emocionante!
    Lindo poema!
    Beijos e uma iluminada semana!

    ResponderExcluir
  6. São nessas recordações que alçamos voos felizes e emocionantes! Lindo poema!
    Bjs. Célia.

    ResponderExcluir
  7. Que maravilha almada! Cresceste e vais crescer seja no sonho ou na realidade.
    Adoro este rabiscos Infantis. Também lembro das minhas coisas...emocionante!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Majoli, sua emoção transpassou pela telinha e chegou até aqui! Que linda história envolvendo uma escola...que você continue voando, escrevendo e que sua alma alcance muito mais que três metros de altura! :) Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Nossa, quanta emoção passava por estes belos versos, confesso que até eu fiquei emocionada. Que lindas recordações!!!

    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  10. Estive a ler e a ver não só esta postagem mas uma parte de seu blog,e gostei, dou-lhe os parabéns pelo blog por seu trabalho e obrigado por partilhar.
    Ficarei muito feliz se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais,
    decerto que vou seguir também o seu blog.
    Deixo as minhas cordiais saudações, e muita paz.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir